06 julho 2009

substantiva



É o belo que me substantiva. Amplas janelas — Noites tranquilas e a poética verbal dos tagarelas. Espantosos homens e mulheres. Poetas de portas abertas e a noite a me equilibrar. Nascente oratória das horas floresce em meu seio humano. O canto. O infinito. E de minha bélica coragem imprecisa, livre enlouquece minha outra margem de mim. Que sou eu — Que ora tem sido a gentil feminina garoa que escoa. Dos telhados e ecoa das têmporas dos estilhaços de toda a minha bondade em ser premeditada nova ordem de me calar. É a haste que me adjetiva. O acerto digno das horas longínquas. O denso beijo que se precipita. Dos lábios — Da retina. E ao abrir e fechar de olhos — Adultos olhos do tempo, renasce a dor ausente e a extinta flor me aquece e me toma em mãos porque sou lasciva menina ingênua que chora em únicas lágrimas o poema por hora inexistente. E as tardes se estendem. E ainda falam de amor as bocas chorosas, esquecidas e sorridentes desse intervalo entre minutos de muitos nomes, de muitos verbos, em loucas vozes de todo o mundo, de toda a gente.


Image on deviantART

9 comentários:

Mai disse...

Bem aventuradas loucas.
Bem aventuradas mãos e que substantivos e adjetivos seriam bastantes?
Ora direi que diria euzinha?
Para mim garoas são chuvas elegantes que o céu chora. Aprendi a chorar vendo o céu garoar. E sentindo poesia ardendo em mim.
E agora eu juro, Let. garoa aqui.
Beijo.

Kenia Cris disse...

A sua intensidade não pára de me surpreender. Ler você é como ouvir música clássica, seus instrumentos e tons me encantam. Tem em mim certamente mais uma grande fã. Beijo carinhoso com doçura!

Simonne Allice disse...

uaaauuuuuuu, Let!!!!!
Acho que, qualquer comentário poderia até causar ruptura no poema. Intenso, íntimo, ousado...
Enfim...
bjo imenso, amore!

Beto Canales disse...

hummmmmm!

Zélia disse...

Já foi dito: "All we need is love". Eu completo: We are all love. E, para terminar...

Toda escrita é poesia quando se elabora palavras com o cuidado de quem gera um filho.

Love you more, "phenomenal woman"!

gato preto disse...

Lindo!

Narradora disse...

Nada melhor que puxar a cadeira, pegar o café e aproveitar a leitura.
Beijos Letícia

Germano Xavier disse...

Seja o texto curto ou longo, prosa de ficção ou crônica, você tem a melhor escrita dos blogs.

Biba disse...

Que texto! Que mansidão e fúria se intrometem entre uma palavra e outra. Belo, belo, belo!

Beijos
Carpe Diem!!

PS: estou melhor!