29 maio 2009

fio de ariadne

Com grande alegria, recebi e aceitei o convite da Vanessa Anacleto para participar de uma entrevista em seu blogue Fio de Ariadne. Foi muito bom responder questões que, até hoje, poucos sabem a meu respeito.

E eu falo a respeito do presidente dos Estados Unidos, gripe suína, minha última viagem para o Egito, casamento entre pessoas do mesmo sexo, Vaticano, política e outras coisas mais.

Agora, sem brincadeiras, quem quiser saber algumas de minhas opiniões acerca do mundo, é só dar uma olhada no blogue da Vanessa.

Agradeço de coração, Vanessa.


Quem quiser dar uma lida, é só clicar na imagem abaixo.






E mais beijos aos que passarem.

26 maio 2009

the book is on the table

A pedido de minha velha amiga Elizabeth e seu filho Charles, decidi escrever uma história em inglês e o editor e escritor Beto Canales, muito gentilmente, enviou o texto para o site 3:AM Magazine e lá está.

Vou deixar aqui o link, caso alguém queira dar uma lida, conhecer a versão do site em inglês e apreciar a paisagem. É meu primeiro conto escrito em inglês e foi bom ter escrito em outra língua. Um desafio. Logo trarei a Versão Brasileira Herbert Richers.

E aqui está o link.


The Silent Lilly


E por motivo de uma gripe, seguida de uma viagem e um torcicolo, andei ausente dos blogues de meus amigos escritores. Retomarei meu ritmo de leitura imediatamente.


Beijos aos que passarem.

05 maio 2009

rotineira



Já fora dito. A gente morre de repente. Quase displicente. A gente vem caminhando, alma viva, flor ardente e espalma a terra, o chão e assombra o espanto. E não volta mais. Televisão não assiste mais. Roupa de domingo não se veste mais e passear, só em cortejo. Pensamento congela e o dia revela que é hora de velar corpo. Ausência é sentida, sobra um lugar à mesa, uma porta no armário fica vazia e, por vezes, um armário inteiro fica solteiro. Colcha de flores para abençoar, preto em respeito e não se fala mal. Quem passeava alegre e fazendo da vida fogueira, some — um instante, um minuto e adeus. Não está mais lá. Telefone que não atende. E o mais engraçado é que bomba explode, tempo passa rente à janela e eles continuam a reprisar novelas. O mundo não respeita a gente.


Image by hank1