14 fevereiro 2012

mangai















Ain't Got No / I Got Life [Take 3] by Nina Simone on Grooveshark











A mulher abre alas, abre malas e se esquece de desligar o despertador. É preciso acordar um dia. Coloca os pés no chão e dá de cara com um estranho deitado em sua cama.

― Quem é você?

― Faz diferença?

Pensou duas vezes e respondeu:

― Sinceramente? Não.

Estou muito envolvida com um novo projeto: colocar em ordem alfabética os livros que comprei. Talvez eu mude os móveis de lugar. Talvez eu me esqueça de molhar as plantas. Talvez eu não me importe. Já pensou se eu realmente deixar de me importar? O que você vai fazer? Que ladainhas irá cantar? Quem você irá usar?

A propósito, recebi um telegrama pela manhã.

Dizia:

"Por que você mudou? E de forma tão brusca?"

Pensei:

― Mudei?

― Eu não mudei.

― Aceito. Mudei. De humor, de pele, de bando. Um camaleão trocando cores. Fêmea apartada procriando. A petulância perpetuada de sensível ângulo.

Meio trôpega, mas estou me desapegando. E você botou suas mãos sujas onde não devia. Você deveria saber que minha coleção de vinil é o que mais prezo na vida. Agora eu sou a distinta senhora que evita o vendedor de enciclopédias. A senhora que espera que o homem venha, que toque a campainha e eu sairei maquiada e ereta só para dizer que não estou interessada. Direi: ― Venha outro dia. E ele virá cheio de si esperando que a senhora compre as enciclopédias. E direi novamente: ― Ainda não tenho interesse. Mesmo louca para comprar as tais enciclopédias, a mulher diz não ao homem só para que ele volte. A senhora sorri e sabe que ele irá voltar. E, caso não volte, não se importa. O mundo está cheio de vendedores mambembes.










Image by Patryk

4 comentários:

Zélia disse...

Bom, - como eu ia dizendo... -

Lembrei que começo meus comentários como quem faz um tratado. Deveria eu ser tratada ou retradada? o.O

Não sei em que sentido vc usou a palavra "mangai". Se como substantivo como em: "Não me traga mais esses mangais que de nada mais me servem." Ou como verbo: "Mangai, querida! Mangai de todas as besteiras que faço."

O fato é que eu ri muito e muita gente e situações passaram pela minha cabeça.

No mais, "passe amanhã!" ;)

bruniuhhh disse...

ri pq dependendo, importa sim, rs.
mas as mudanças são válidas. são incontroláveis em sua essência. acho.

Marcelo R. Rezende disse...

Que gostosa.

Marcelo Novaes disse...

Letícia,


Esta é a porta-bandeira, amiga.




Um beijo!