04 setembro 2012

hemisfério distante








Holocene by Bon Iver on Grooveshark







Há dias em que a melhor decisão é adiar. Tudo. Não se decide nada, não se faz nada, nem uma planta do lugar pode se mover. Ficar suspenso na certeza inerte de que tudo poderá se resolver amanhã. E certamente irá. O tempo não perdoa o que nasce propenso a acontecer. Então é preciso adiar a decisão que poderá mudar o rumo de coisas que podem esperar. É apenas um dia. Um momento. Um instante fotográfico que em algum tempo terá a sua vez na retina de nossos eventos. São apenas 24 horas de espera. Nada pode ser tão urgente que não possa esperar que se esteja pronto para o passo adiante. Há exceções. Sim. Há todas as exceções. Mas também há tempo para que se dissipem a dúvida, a angústia, a pressa de alcançar o outro lado da rua que, por questão geográfica de evidente escolha, encontra-se submersa em um hemisfério distante.

5 comentários:

Marcelo R. Rezende disse...

Amo essa sensação de espera. Adoro, em determinados dias, ficar sentado e ver a hora passar, correndo atrás pra se ver livre logo de mim e do cativeiro que eu a submeto. É uma delícia.

Thales disse...

Já me disseram que sou um procrastinador compulsivo. Eu rio, e rio muito. Um riso torto e desdenhoso. "O que parece estático, espera"... e "há dias em que a melhor decisão é adiar"... Massa!

Erica de Paula disse...

Lindo texto Flor!

Eu estou assim desde semana passada: "adiando..."

Zélia disse...

Eu estou na fase "pessoas". Somos nós que afastamos todos os hemisférios diante de nós...

ediney santana disse...

para vc e seus adiamentos:
http://cartasmentirosas.blogspot.com.br/